Ir para o conteúdo

Prefeitura de Cássia-MG e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura de Cássia-MG
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Legislação
ARRASTE PARA VER MAIS
LEGISLAÇÃO
Atos relacionados
INTERAÇÃO
Anotação
Marcação
BUSCA
Expressão
EXPORTAÇÃO
Código QR
Baixar
Compartilhar
COLABORE
Reportar Erro
QRCode
Acesse na íntegra
LEI ORDINÁRIA Nº 1238, 23 DE DEZEMBRO DE 2002
Assunto(s): Auxílio e Subvenções
Revogada Totalmente

Lei Nº 1.238/2002



Autoriza concessão de Subvenções, Auxílios Financeiros e Contribuições e contém outras providências.


O Povo do Município de CÁSSIA/MG, por seus representantes aprova, e eu, Prefeito Municipal, em seu nome, sanciono a seguinte Lei:


Art. 1º - Com base nas consignações orçamentárias do Município e respectivos créditos adicionais autorizo a conceder subvenções, auxílios financeiros e contribuições, conforme a seguinte designação:

__________________________________________________________________________________________

Contribuição à AMEG 17.000,00

Contribuição à EMATER 80.000,00

Contribuição ao Consórcio Intermunicipal de Saúde - CISLAP 70.000,00

Contribuição à ACAS - Associação dos Cafeicultores do Alto da Serra 5.000,00

Contribuição à APROCAL - Associação dos Produtores Rurais da Água Limpa 5.000,00

Contribuição à APROCAM - Associação dos Produtores Rurais da Antinha/Macaúbas 5.000,00

Contribuição à APRI - Associação dos Produtores Rurais do Itambé 5.000,00

Contribuição à APROCOSS - Assoc. Produtores Rurais da Comunidade da Serra da Saudade 5.000,00

Contribuição à APROMAC - Associação dos Produtores Rurais da Macaúbas 5.000,00

Contribuição à APROLAC - Associação dos Produtores do Lageado, Areia Branca e Cantagalo 5.000,00

Contribuição à AAMORG - Associação dos Aquicultores do Médio Rio Grande de Minas Gerais 5.000,00

Contribuição ao Sindicato dos Produtores Rurais de Cássia 5.000,00

Contribuição ao Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Cássia 5.000,00

Contribuição à Cooperativa dos Oleiros de Cássia 5.000,00

Contribuição à Associação Circuito Nascentes das Gerais 5.000,00

Contribuição à AEC - Associação Esportiva Cassiense 10.000,00

Contribuição ao Instituto São Vicente de Paulo 10.000,00

Contribuição ao SEMPRE - Sindicato dos Empregados da Prefeitura Municipal de Cássia 10.000,00

Subvenção à Corporação Musical Maestro Godofredo de Barros 40.000,00

Subvenção à ABLA - Associação Beneficente Liberdade e Amor 27.000,00

Subvenção à APROMIC - Associação de Proteção a Maternidade e Infância de Cássia 30.000,00

Subvenção ao Centro Infantil Maria do Carmo Cunha Pádua Figueiredo 20.000,00

Subvenção ao Lar Jesus - Maria - José 18.000,00

Subvenção à FAMA - Fundação Ana de Melo Azevedo 38.000,00

Subvenção à Associação Espírita "A Caminho da Luz" 10.000,00

Subvenção à Fundação Pio XII 5.000,00

Subvenção ao Lar São Vicente de Paulo 41.000,00

Subvenção à Caixa Escolar Melo Viana 2.500,00

Subvenção à Caixa Escolar São Gabriel 2.500,00

T O T A L ===========è 491.000,00

__________________________________________________________________________________________


Art. 2º - Fundamentalmente e nos limites das possibilidades do Município, a concessão de subvenções sociais, auxílios e contribuições visará a prestação de serviços essenciais de assistência social, médica, hospitalar, educacional, cultural e desportiva.


Art. 3º - Somente as instituições cujas condições de funcionamento forem julgadas satisfatórias, a crédito da Administração Municipal, serão concedidos os benefícios desta Lei.


Art. 4º - A concessão de subvenções sociais destinadas às entidades sem fins lucrativos somente poderão ser realizadas após observadas as seguintes condições:

  1. atender direto ao público, de forma gratuita;
  2. não possuir débito de prestação de contas de recursos recebidos anteriormente;
  3. apresentar declaração de regular funcionamento nos últimos dois anos, emitida no exercício de 2003 por autoridade local;
  4. comprovar a regularidade do mandato de sua diretoria;
  5. ser declarada por lei como entidade de utilidade pública;
  6. apresentar o Plano de Aplicação dos Recursos, especificando as metas e objetivos;
  7. existir recursos orçamentários e financeiros;
  8. celebrar o respectivo convênio.

Art. 5º - O valor do auxílio sempre que possível, será calculado com base em unidade de serviços efetivamente prestados postos a disposição dos interessados, obedecendo os padrões mínimos de eficiência previamente fixados por autoridade competente.


Art. 6º - As subvenções econômicas destinar-se-ão às empresas públicas de natureza autárquica, paraestatais, afins, ou não exclusivamente.


Art. 7º - É vedada a concessão de ajuda financeira a qualquer título a empresas com fins lucrativos, salvo se tratar de subvenções econômicas cuja autorização seja expressa em Lei Especial e atender as condições estabelecidas na Lei de Diretrizes Orçamentárias.


Art. 8º - A destinação de recursos a título de "contribuição", a qualquer entidade, para despesas correntes e de capital, além de atender ao que determina o artigo 12, § 2º e 6º, da Lei Nº 4.320/64, somente poderá ser efetivada mediante previsão na Lei Orçamentária.


Art. 9º - As transferências de recursos do Município, consignadas na Lei Orçamentária Anual, para o Estado, União ou outro Município, a qualquer título, inclusive auxílios financeiros e contribuições, serão realizadas exclusivamente mediante convênio, acordo, ajuste ou outros instrumentos congêneres, na forma da legislação vigente.


Art. 10º - Fica o Executivo Municipal autorizado a conceder auxílio-funeral, auxílio-moradia, auxílio-transporte, auxílio de assistência médica e hospitalar e auxílio de medicamentos à indigentes e desvalidos até o limite das dotações orçamentárias.


Art. 11º - As entidades privadas beneficiadas com recursos públicos a qualquer título submeter-se-ão à fiscalização do poder concedente através do envio de prestação de contas ao órgão competente, com a finalidade de verificar o cumprimento de metas e objetivos constantes no Plano de Aplicação dos Recursos.


Parágrafo Único - O prazo para prestação de contas dos recursos recebidos será tratado no respectivo convênio.


Art. 12º - Esta lei entra em vigor a partir de 1º (primeiro) de janeiro de 2003, revogadas todas as disposições em contrário.



Revogação Tácita.


Cássia/MG, 23 de dezembro de 2002.




DOUGLAS ANTÔNIO MACHADO

Prefeito Municipal


* Nota: O conteúdo disponibilizado é meramente informativo não substituindo o original publicado em Diário Oficial.
Atos relacionados por assunto
c
Ato Ementa Data
LEI ORDINÁRIA Nº 1934, 27 DE ABRIL DE 2022 CONCEDE SUBVENÇÃO ECONÔMICA À EMPRESA ANDRÉ CELINI ROCHA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS 27/04/2022
LEI ORDINÁRIA Nº 1932, 27 DE ABRIL DE 2022 CONCEDE SUBVENÇÃO ECONÔMICA À EMPRESAA W. A. DA INDUSTRIA DE CALÇADOS LTDA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS 27/04/2022
LEI ORDINÁRIA Nº 1718, 11 DE DEZEMBRO DE 2018 Autoriza concessão de Subvenções, Auxílios Financeiros e Contribuições e contém outras providências. 11/12/2018
LEI ORDINÁRIA Nº 1697, 01 DE AGOSTO DE 2018 “CONCEDE SUBVENÇÃO ECONÔMICA À EMPRESA GILSON SALLES RIBEIRO ME E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.” 01/08/2018
LEI ORDINÁRIA Nº 1686, 21 DE FEVEREIRO DE 2018 “INSTITUI O AUXÍLIO-ALIMENTAÇÃO PARA OS EMPREGADOS PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE CÁSSIA/MG E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS”. 21/02/2018
Minha Anotação
×
LEI ORDINÁRIA Nº 1238, 23 DE DEZEMBRO DE 2002
Código QR
LEI ORDINÁRIA Nº 1238, 23 DE DEZEMBRO DE 2002
Reportar erro
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Seta
Versão do Sistema: 3.2.9 - 07/12/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia